quinta-feira, 31 de maio de 2012

A importância da respiração na execução dos exercícios de Pilates

No Pilates a respiração é essencial, é um de seus princípios chave, já que ajuda a controlar os movimentos, permite oxigenar os músculos, facilita a estabilização da coluna e a movimentação dos membros (outro conceito fundamental no Método Pilates) e ajuda a relaxar a musculatura e estar ciente das tensões acumuladas por todo o corpo.

A respiração é parte de cada exercício de Pilates, sempre coordenada ao movimento.



Utiliza-se uma técnica de respiração especifica que permite liberar o corpo de toda a tensão desnecessária, também fazendo com que os abdominais transversos sejam trabalhados na inspiração e na expiração.

A respirção do Pilates permite ativar corretamente os músculos abdominais, conseguindo assim manter estabilidade na região lombar durante.

A respiração deve ser lenta durante todo o momento, sempre de forma contínua. Como regra geral, no Pilates, a duração das inspirações e expirações variam em função do nível do aluno.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Pilates para Crianças

Atualmente o modo de brincar mudou bastante com relação às crianças nascidas nos anos 70 e 80, por exemplo. Nessa época as brincadeiras eram estimuladoras físicas para as crianças, nos dias atuais as mesmas ficam presas à vídeo games, computadores e TVs. Como resultado desta mudança de atividades, temos aparecimentos de dores, crianças cada vez mais frágeis à doenças e mais suscetíveis à fraturas.
Mas não foram só as maneiras de brincar que mudaram. Os modos de se exercitar também tiveram alterações radicais, e, devido a isso, o pilates tem aparecido como uma alternativa interessante de exercício físico.

Alguns dos benefícios da prática de pilates para crianças:
Melhoras das posturas cifóticas e escolióticas, comuns nesta idade
  • Refinar a coordenação motora
  • Disciplinar corpo e mente
  • Ganho de equilíbrio
  • Equilibrar os alongamentos e as forças musculares
  • Harmonizar as cadeias musculares, evitando enfermidades futuras
  • Minimiza o desconforto do estirão de crescimento
Venha nos conhecer!! Agende pelo telefone (95) 8114-4700

Benefícios do Pilates para a terceira idade

O Pilates vem ganhando cada vez mais espaço e notoriedade não apenas dentro das academias, como excelente meio para aprimorar o condicionamento físico, mas também dentro de clínicas e estúdios especializados, como técnica de reabilitação (somente aplicado por fisioterapeutas).


Além dos maiores benefícios pelos quais o Pilates já é conhecido, tais como melhora da consciência corporal e respiratória; aumento de força e definição muscular; alongamento e diminuição de alterações posturais entre outros, observei durante o tempo de experiência com os praticantes com mais de 60 anos, algumas vantagens que a técnica pode levar sobre outras.


Os pontos que mais precisam ser trabalhados com esses pacientes são o equilíbrio, a perda de massa muscular e óssea (não esquecendo o fator número um à ser eliminado: a dor), assim os exercícios são traçados para suprir essas deficiências.

É neste momento que ocorre o encaminhamento médico ao Pilates, que atuará como uma poderosa arma neste combate, tornando-se a alternativa mais completa àqueles que procuram amenizar e até mesmo reverter os efeitos do tempo sobre o corpo físico.

Venha nos fazer uma visita. Agende sua aula experimental pelo (95) 8114-4700.

domingo, 13 de maio de 2012

Cervicalgia e a Intervenção do Pilates


A cervicalgia é a dor na região do pescoço. Os sintomas se instalam de forma lenta: rigidez nos movimentos, alteração na mobilidade, postura alterada como forma de compensação da dor.

Além de a dor se manifestar na região do pescoço, também pode se estender ao ombro e ao membro superior, além de poder apresentar alterações como a alteração da sensibilidade, da força muscular, e nos reflexos em inserções musculares como a do punho, cotovelo e ombro. Há casos também que se dão dificuldade na marcha, alterações na fala, dor de cabeça, zumbidos, náuseas, visão turva, febre, sudorese, cansaço e perda de peso.

Causas comuns de cervicalgia:
-Desordem mecânica, fatores posturais e ergonômicos, obesidade, fraqueza abdominal e estresse -Osteoartrose, artrite reumatóide
-Traumas
-Fraturas
-Inflamações espondilite anquilosante
-Infecções (meningite, caxumba, etc)
- Espondilite Anquilosante
- Alterações da ATM (articulação têmporo-mandibular)
-Tumores
- Alterações musculares congênitas
- Estenose do Canal Vertebral
-Hérnia discal
 
É rara a indicação cirúrgica em casos de cervicalgia. A intervenção do PILATES é bastante efetiva tanto na estabilização da dor quanto na prevenção e orientação para evitar novas crises. 

Os exercícios baseados na respiração característica associada à contração e fortalecimento do CORE promoverão a mobilização da região, além de equilíbrio muscular (flexibilidade e força) a fim de restabelecer o alinhamento postural e sobretudo da região cervical, estabilizando, fortalecendo e então protegendo toda a coluna vertebral. Os espaços intervertebrais também recebem atenção especial, serão restabelecidos ou mantidos preservando os espaços naturais dos nervos e gânglios, então participando da prevenção de lesões e novas crises.